31/12/2009

Feliz 2010 com toques de felicidade!



Que saibamos que os sonhos não nos chegam sozinhos, é preciso buscá-los como metas, não se alcança sem estender a mão.
O reveillon é apenas um símbolo, que a renovação seja por dentro maior que no calendário.

Beijos tocantes!

Raiana Reis

28/12/2009

Música é poesia



18/12/2009

Dezembros



Dezembro chegou, já está indo embora e mais uma vez os rituais de fim de ano, comércio cheio, confraternizações e os pensamentos voltados para um novo ano, desejos de um ano melhor, me faz lembrar os momentos de colégio, de quando compramos um caderno novo com um carinho especial. Será que tudo mudará com a virada do calendário?!



Sempre considero que o símbolo de mudança de ano pra mim é a data do meu aniversário, por mais uma nova etapa e conquista de mais um ano de vida, mas ainda assim são símbolos... O que faz nossas renovações?! Será que não é o desejo de aprender a cada dia, o exercício da convivência diária, a partilha de amor aos que nos cercam independente de datas comemorativas?! Amo natal, é dia de família reunida, mas festejo o sabor de saber que é um dia a mais dessa união e agradeço por ser algo que compartilhamos o ano inteiro. O ano novo tem sempre um símbolo de esperança e renovação, mas desejo que antes da "virada" possamos nos renovar por dentro, pois sem essas iniciativas, os demais meses viram dezembros e o novo nunca chega!
Que cada dia seja um novo desfrutar para vocês e digam-me "o que te toca" nesse momento novo?!

Vamos nos deliciar com um pouco de literatura? Veja a receita do mestre Drummond:

Receita de Ano Novo


Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens? Passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.


20/10/2009

Manual de instruções, é possível?!



Lembro de um pedido antigo que me fizeram... Meu "manual de instruções"...
Muito prática a proposta hein?! Apesar da brincadeira, muitas vezes as pessoas buscam mesmo sempre os atalhos do que o longo caminho da conquista diária, as descobertas que fazemos aos poucos, desses mundinhos tão complexos que cada um podemos ser.
E você, tem vide bula acompanhando ou é sempre uma caixinha de surpresas?!

Apesar das minhas inúmeras variantes, mais uma vez aqui trago um poema da Martha Medeiros, no qual me identifiquei bastante... Seria uma boa dica para o antigo namorado confuso?! Não!! As mudanças são constantes, o modo de usar varia de acordo com a receita! Mas hoje essa daí bem que ajudaria... rsrs

EU, MODO DE USAR - Marta Medeiros (Adaptado)

Pode invadir ou chegar com delicadeza,
mas não tão devagar que me faça dormir.
Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar...

Toque muito em mim, principalmente nos cabelos
e minta sobre minha nocauteante beleza.

Tenha vida própria, me faça sentir saudades,
conte algumas coisas que me façam rir...
Viaje antes de me conhecer,
sofra antes de mim para reconhecer-me um porto...

Eu saio em conta, você não gastará muito comigo.
Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras,
elas serão raras e sempre por uma boa causa.
Respeite meu choro, me deixe sózinha, só volte quando eu chamar e,
não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada.
( Então fique comigo quando eu chorar, combinado?).

Seja mais forte que eu e menos altruísta!
Não se vista tão bem... gosto de camisa para fora da calça,
gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço.
Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto:
boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado,
você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade.


Leia, escolha seus próprios livros, releia-os.
Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos.
Seja um pouco caseiro e um pouco da vida,
não de boate que isto é coisa de gente triste.
Não seja escravo da televisão, nem xiita contra.
Nem escravo meu, nem filho meu, nem meu pai.
Escolha um papel para você que ainda não
tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.

Me enlouqueça uma vez por mês mas, me faça uma louca boa,
uma louca que ache graça em tudo que rime com louca:
loba, boba, rouca, boca ...
Goste de música e de sexo. goste de um esporte não muito banal...

tenha amigos e digam muitas bobagens juntos.
Não me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas.
Não fume, beba, chore, eleja algumas contravenções.
Me rapte!

Se nada disso funcionar... experimente me amar !!!

12/10/2009

O que trazemos da nossa infância?!


No dia das crianças deixo-lhes a pergunta... o que é ser criança?! Respondendo rapidamente a isso percebi que algumas das 'teimosias' que costumamos praticar quando pequenos, muitas vezes trazemos ainda pra vida adulta... Não necessariamente de forma nociva, mas motivadora. Na foto acima, minha reflexão justamente daquilo que ainda trago... Sem culpa! É preciso amadurecer... mas conservar muitas vezes o arriscado jeito espontâneo da criança encarar a vida!
Feliz dia das crianças pra vocês!!

Restante do texto que só aparece depois de clicar em “Leia mais!”.

11/09/2009

A lua pra coroar!


>> Uma amante da lua e do idioma espanhol, não poderia deixar essa tirinha de fora do Tocou!

Tradução?! Então tá:
_Pare um pouco mais a essquerda. Um pouco mais.
_Agora um pouco mais a direita.
_Perfeito!
_Agora a lua é a sua coroa!
Quer ver mais tirinhas do Lieners?! Aqui.

Fico por aqui, ótimo fim de semana e desculpem pela ausência inoportuna, até das repostas... ando correndo... quem sabe viro maratonista!! ;) Besos!
Restante do texto que só aparece depois de clicar em “Leia mais!”.

06/09/2009

Qual o novo sabor da infância?!


Dia de domingo todos já sabem... = Nada presta na tv!
Mas será?!
Não usando atualmente a Tv a cabo, recorro nesses momentos a um velho truque:
TV Cultura! E o nome não falha ao proposto... salvo seja o domingo televisivo!!
Assistindo um dos conteúdos infantis, acabei me recordando sobre os valores e diferenças da minha infância (anos 80 e 90) pra infância dos anos 2000. Quais os toques que podemos fazer?!


Os desenhos e programas de TV dos anos 2000 são claramente muito distintos dos antigos, salvo as exceções, a maioria dos desenhos se transformou em uma perspectiva apenas de ação, violência e luta dos super heróis. A doçura e inocência da criança, o incentivo a literatura e o despertar da imaginação criativa é obra rara nos desenhos e jogos dessa nova infância.

Não com o intuito de elogiar apenas uma emissora, mas pelo comprometimento do conteúdo cultural e realmente com enfoque infantil, (fora o ótimo conteúdo para adultos) parabenizo e recomendo a TV Cultura, que muitas vezes acaba sendo esquecida pelos telespectadores mirins, inclusive por falta de incentivo dos pais.

Já descrevi aqui em outro post o meu despertar pela literatura causado pelas revistas em quadrinhos, principalmente da turma da Mônica. Adorava os romances infantis que geralmente com o toque de fábula transmitia ensinamentos, e viajava na minha imaginação. Uma das minhas brincadeiras preferidas era catar conchas do mar nos passeios à praia e depois pintando-as com canetinhas hidrográficas brincava com meus primos construindo historinhas que nós criávamos. Assistir ao Castelo Rá-tim-bum e imaginar aquele mundo de fantasias... Andar de bicicleta, esconde-esconde, colecionar papéis de carta, jogos de video game na maioria com corridas e aventuras sem violência...

Ainda não tive filhos, mas ao observar meus primos menores e atualmente as brincadeiras também dos meus alunos, percebo uma infância de magia diminuída... Eles passam a buscar o divertimento no computador, jogos do famoso 'playstation' na maioria das ofertas contém violência em um tom natural, a leitura é algo que muitas vezes só chega através da escola, desenhos animados como Naruto são a grande pedida. As músicas infantis quase não existem e a garotada já sabe de cor e ficam instigadas pelas músicas de sentido duplo e conotação sexual. Gente, não sou careta, mas porque nossas meninas querem ser adolescentes e adultas cada vez mais cedo?!As menores começam a ouvir música no estilo Kelly Key,"não quero mais brincar de adoleta" e muitas chegam a adolescência com filhos nos braços aos 14 anos...

Que saudade da ingenuidade da "velha infância"...
Aos futuros e atuais pais da geração 2000... Acho que há sempre a chance de resgatarmos o inocente sabor da infância!

Fiquem com um pouco desse gostinho bom!



30/08/2009

Tirinha singela pra desejar um bom fim de semana, e que deixem cair as chuvas de sentimento sobre o rosto e todo o corpo!

Tradução?!
"Uma chuva de emoções cae sobre a cidade."
..."os mais arriscados não abrem o guarda-chuva."

Quer encontrar mais dessas tirinhas?! Acesso o blog com as tirinhas diárias de Liniers aqui

22/08/2009

Quando as artes se intercalam... tocam!


Sim, sou amante da madrugada... Pra mim não há momento melhor pra inspiração. Mas inspiração não só pra produzir, mas pra deleitar-se em arte. (Amar tb é uma boa dica pra quem possa... rs)

Na madrugada de ontem, 22/08 fui tocada por um sabor especial das artes mescladas no trabalho da cantora Zélia Duncan, que em entrevista pro Jô falou de coisas tão importantes e que sempre me tocam e coloco aqui, além da música, versos cheios de poesia, a leitura em si, a importância da inovação artística, etc. Por todos os encantos dessa entrevista busquei ouvir as músicas do novo cd, "Pelo sabor do gesto" e virou novo vício! rs

Deixo aqui então a entrevista da Zélia que está de parabéns pelo conjunto de artista que é, e algumas das músicas do novo trabalho dela, ouvi também todas as outras, tem o carimbo do Tocou! :)

Espero que sejam tocados! (clique em continuar para assistir os vídeos)


Entrevista no programa do Jô:




Na íntegra a bela composição do Luiz Taitit, "Felicidade" - delícia de música com poesia...




Dicas?!
Nesse cd todas tocaram bem, mas as 'xodós' aqui foram:
*Todos os verbos, linda música e as libras dão um toque especial à letra!
*Pelo sabor do gesto - que dá nome ao álbum e me tocou também!
*Tudo sobre você
*Aberto

21/08/2009

Reações adversas

Você faz uso? Então cuidado, assista no vídeo reações adversas para quem costuma ler!;)


Campanha de incentivo à leitura idealizada e produzida por: Deborah Toniolo, Marina Xavier, Julia Brasileiro, Igor Melo, Jader Félix, João Paulo Moura, Luciano Midlej, Marcos Diniz, Paulo Diniz, Filipe Bezerra. (Alunos do 2ºano - turma pp02/2003 - do curso de Publicidade e Propaganda da UNIFACS - Universidade Salvador).
Contatos: debytoniolo@hotmail.com, marina.x.r@gmail.com.br
Adaptação do texto de Guiomar de Grammont.

09/08/2009

A palavra


Aprendi na vida que desculpas são dadas, mas não justificáveis, que a cada ato existe uma escolha que renuncia outra parte, uma prioridade.E pela razão dessa tal sabedoria não justificarei, mas ao diálogo daqueles que sempre tocam por aqui, a professora e estudante que luta pela conclusão de curso vem dizer que não esqueceu esse cantinho e abaixo vos deixo algumas das palavras pelas quais fui tocada:

Sabe qual meu canto preferido no shopping mais visitado da cidade? A livraria, me sinto igual criança no filme da fábrica de chocolates, menino que quer encher o carrinho da feira de chicletes ou como dizem as vovós: "igual pinto no lixo". Quisera que nos dias houvessem tantas horas para desfrutar e o bolso notas para comprar a diversidade de mundos que as palavras proporcionam em cada livro.

Acredito que a leitura é fundamental pra comunicação de uma pessoa, e não precisa ser alguém ligado ao mundo das letras, mas aquele que gosta da leitura, que faz um texto com prazer, é por consequência alguém que sabe expressar o que pensa ao próximo e a comunicação é essencial em todos os cantos e papéis sociais.

Te convido a viajar nesse mundo de palavras escritas por Pablo Neruda, onde ele define esse prazer que pode nos proporcionar a bela união de letrinhas...

A Palavra
{... Sim Senhor, tudo o que queira, mas são as palavras as que cantam, as que sobem e baixam ... Prosterno-me diante delas... Amo-as, uno-me a elas, persigo-as, mordo-as, derreto-as ... Amo tanto as palavras ... As inesperadas ... As que avidamente a gente espera, espreita até que de repente caem ... Vocábulos amados ... Brilham como pedras coloridas, saltam como peixes de prata, são espuma, fio, metal, orvalho ... Persigo algumas palavras ... São tão belas que quero colocá-las todas em meu poema ... Agarro-as no vôo, quando vão zumbindo, e capturo-as, limpo-as, aparo-as, preparo-me diante do prato, sinto-as cristalinas, vibrantes, ebúrneas, vegetais, oleosas, como frutas, como algas, como ágatas, como azeitonas ... E então as revolvo, agito-as, bebo-as, sugo-as, trituro-as, adorno-as, liberto-as ... Deixo-as como estalactites em meu poema; como pedacinhos de madeira polida, como carvão, como restos de naufrágio, presentes da onda ... Tudo está na palavra ... Uma idéia inteira muda porque uma palavra mudou de lugar ou porque outra se sentou como uma rainha dentro de uma frase que não a esperava e que a obedeceu ... Têm sombra, transparência, peso, plumas, pêlos, têm tudo o que ,se lhes foi agregando de tanto vagar pelo rio, de tanto transmigrar de pátria, de tanto ser raízes ... São antiqüíssimas e recentíssimas. Vivem no féretro escondido e na flor apenas desabrochada ... }
Pablo Neruda - "Confesso que vivi" - Tradução de Olga Savary.
Eu fui tocada por essa leitura, e vocês o que me dizem sobre as palavras?!

Posts relacionados

30/07/2009

Um príncipe, uma rosa e a raposa...



Desculpe a ausência da semana, nada como dias de neblina e graduação próxima para nos tomar o tempo da escrita...
Amo literatura! Por paixão virou até profissão... então muitas vezes comentarei sobre textos que tocam!

Você já leu "O Pequeno príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry?! Quando eu era pequena lembro de um desenho que assistia, mas só depois de tantos anos pude ler na crítica reflexiva... o texto escrito suavemente e aparentemente infantil pincela por tantas vezes as reflexões pro nosso mundo adulto...

Colocarei aqui trechinhos do livro que fazem uma reflexão sobre os (des)valores que damos as pessoas que nos cercam, mais do que eu possa explicar, vc entenderá muito bem o texto da 'Raposa' após a leitura espero por seu depoimento... Tocou! em você?!


“O pequeno príncipe atravessou o deserto e encontrou apenas uma flor. Uma flor de três pétalas, uma florzinha insignificante....


- Bom dia - disse o príncipe.

- Bom dia - disse a flor.

- Onde estão os homens? - Perguntou ele educadamente.

A flor um dia, vira passar uma caravana:

- Os homens? Eu creio que existem seis ou sete. Vi-os faz muito tempo. Mas não se pode nunca saber onde se encontram. O vento os leva. Eles não têm raízes. Eles não gostam das raízes.

-Adeus - disse o principezinho.

-Adeus - disse a flor.”

.......... E o pequeno, que conhecia apenas sua rosa, ao andar bastante por aquelas areias, acabou encontrando um jardim com milhares de rosas iguais a sua, o que o deixou surpreso, pois sua rosa dissera ser única! Resumi um pouco esse trecho, mas veja o seguinte..................

[ "Eu me julgava rico por ter uma flor única, e possuo apenas uma rosa comum. Uma rosa e três vulcões que não passam do meu joelho, estando um, talvez, extinto para sempre. Isso não faz de mim um príncipe muito poderoso..."

................. E deitado na relva ele chorou, foi então que apareceu a raposa, o príncipe tristonho a chamou pra brincar, mas ela se recusou, pois ainda não havia sido 'cativada' continue a leitura:


- Que quer dizer "cativar"?

- Tu não és daqui - disse a raposa. - Que procuras?

- Procuro os homens - disse o pequeno príncipe. - Que quer dizer "cativar"?

- Os homens - disse a raposa - têm fuzis e caçam. É assustador! Criam galinhas também. É a única coisa que fazem de interessante. Tu procuras galinhas?

- Não - disse o príncipe. - Eu procuro amigos. Que quer dizer "cativar"?

- É algo quase sempre esquecido - disse a raposa. Significa "criar laços"...

- Criar laços?

- Exatamente - disse a raposa. - Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu também não tens necessidade de ti. E tu também não tens necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo...

- Começo a compreender - disse o pequeno príncipe. - Existe uma flor... Eu creio que ela me cativou...”]

Esse foi apenas um pequeno trecho que adaptei, muito mais essa leitura tem pra lhe oferecer, busque o livro!Mas me diz... a história/reflexão de "O Pequeno príncipe" Tocou você?!


** Gostou desse post? Veja que o blog tem vários outros esperando ser tocado por você!**

24/07/2009

E se...?!



Prefere a dúvida ou arrisca a certeza?

Sinto o quanto as respostas me saciam a sede, me dão o fôlego, permitem um sono mais tranquilo, me tornam completa por não preferir a dúvida, a incerteza, o quase, o talvez...
Conjunções condicionais, pretéritos imperfeitos, um futuro com o tal gosto do pretérito? Decididamente "essa gramática" me inquieta...

Há o tempo ideal pra cada palavra, cada escolha, cada atitude confessa e transparente? Sim, não duvido... Mas também não jogo para o tempo a culpa da hesitação, do passo para trás, das possibilidades soltas ao acaso, da realidade sempre coberta na neblina.

Muitos preferem a ilusão do “talvez”, a suposição do “se” e a conclusão do “quase”. Praticamente colecionam universos paralelos pela resistência ao “tentar”.
Não consigo... Ao menos não por muito tempo... Prefiro a entrega e transparência, a sinceridade sem disfarces, os efeitos colaterais de uma dolorosa desilusão ou a muda incompreensão, que a constante presença do provável indefinido.

Não digo que é o caminho mais fácil, os atalhos levam para uma verdade aparentemente indiscutível, ganha-se o bônus da vida real e perde-se a figurada. Mas quem disse que a vida não é melhor que um conto de fadas? No fim do seu arco-íris pode ter o pote de ouro que você nunca acreditou, só existe coragem quando se supera o medo. A fé move montanhas, mas é o passo à frente que nos leva até elas.
Raiana Reis
Continue para assistir ao vídeo:

Tom e Vinícius fizeram uma linda composição que inicia com essa conjunção condicional, mas a letra fala ainda mais, de como bom seria se transparecêssemos nossas verdades... "Amar sem mentir nem sofrer" ouça na voz da Maysa:

Abaixo dispensa legendas...

21/07/2009

Quando o silêncio fala...



qual o toque ele tem pra você?!


- O silêncio grita aos meus ouvidos! As vezes é preciso medir a hora pra cada palavra, mas sou totalmente avessa às palavras abafadas, contidas, fingidas. Um jogo que não me interessa, quando calo, é porque desisto de algum outro silêncio. Prefiro a palavra dita, talvez escrita, ocasiões as tornam subentendidas, mas acho que o silêncio é bom pra se ter sozinho, em uma reflexão em busca das respostas, e não como tal... E você, cala pra consentir?!

Leia abaixo um texto da jornalista e poeta Martha Medeiros, que me tocou ao ver nas suas linhas minhas sensações sobre o silêncio. Depois me diz a sua?!

A Voz Do Silêncio -

Pior do que a voz que cala,
é um silêncio que fala.

Simples, rápido! E quanta força!

Imediatamente me veio à cabeça situações
em que o silêncio me disse verdades terríveis,
pois você sabe, o silêncio não é dado a amenidades.
Um telefone mudo. Um e-mail que não chega.
Um encontro onde nenhum dos dois abre a boca.

Silêncios que falam sobre desinteresse,
esquecimento, recusas.

Quantas coisas são ditas na quietude,
depois de uma discussão.
O perdão não vem, nem um beijo,
nem uma gargalhada
para acabar com o clima de tensão.

Só ele permanece imutável,
o silêncio, a ante-sala do fim.

É mil vezes preferível uma voz que diga coisas
que a gente não quer ouvir,
pois ao menos as palavras que são ditas
indicam uma tentativa de entendimento.

Cordas vocais em funcionamento
articulam argumentos,
expõem suas queixas, jogam limpo.
Já o silêncio arquiteta planos
que não são compartilhados.
Quando nada é dito, nada fica combinado.

Quantas vezes, numa discussão histérica,
ouvimos um dos dois gritar:
"Diz alguma coisa, mas não fica
aí parado me olhando!"

É o silêncio de um, mandando más notícias
para o desespero do outro.

É claro que há muitas situações
em que o silêncio é bem-vindo.
Para um cara que trabalha
com uma britadeira na rua,
o silêncio é um bálsamo.
Para a professora de uma creche,
o silêncio é um presente.
Para os seguranças de um show de rock,
o silêncio é um sonho.

Mesmo no amor,
quando a relação é sólida e madura,
o silêncio a dois não incomoda,
pois é o silêncio da paz.

O único silêncio que perturba,
é aquele que fala.

E fala alto.

É quando ninguém bate à nossa porta,
não há emails na caixa de entrada
não há recados na secretária eletrônica
e mesmo assim, você entende a mensagem.
Marta Medeiros

20/07/2009

Bom mesmo é a gente encontrar - Um bom amigo...

Image and video hosting by TinyPic

Porque desejaram um dia especial para celebrar a amizade? Mais um interesse comercial? Para essa data não acredito, motivos que levam aqui a mais um toque reflexivo.

20 de julho - Dia do amigo
O Dia do Amigo foi adotado em Buenos Aires, na Argentina, com o Decreto nº 235/79, sendo que foi gradualmente adotado em outras partes do mundo.
A data foi criada pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro. Ele se inspirou na chegada do homem à lua, em 20 de julho de 1969, considerando a conquista não somente uma vitória científica, como também uma oportunidade de se fazer amigos em outras partes do universo. Assim, durante um ano, o argentino divulgou o lema "Meu amigo é meu mestre, meu discípulo e meu companheiro".
Aos poucos a data foi sendo adotada em outros países e hoje, em quase todo o mundo, o dia 20 de julho é o Dia do Amigo, em outros países, tais como os Estados Unidos, comemora-se, no primeiro domingo de agosto, o Dia Internacional da Amizade (International Friendship Day).
Fonte: Wikipedia

Ao contrário de outras datas comemorativas, por muito tempo o comércio deixou essa data despercebida, apenas em gestos simbólicos alguns dos que conheciam o significado deste dia, ofertava aos amigos o tão precioso abraço ou marcava encontros para enfatizar a importância de ter um amigo ao lado.
Não é uma data que movimenta o lucro comercial, não há a grande procura de flores ou presentes pois a amizade é daqueles sentimentos que em sua essência já não exige tantas doações... Entre bons amigos existe uma química e uma cumplicidade por tantas vezes maior que aos amores passionais. No dia dos namorados a troca de presentes torna-se quase obrigação entre os amantes, como uma espécie de prova da importância do outro, já um amigo não espera por presentes, sabe que o melhor já foi dado no cotidiano e a troca do olhar, um abraço e boas risadas já bastaria como presente extra para esse dia.

O comércio com certeza não teria um presente para simbolizar:

A simples presença em um dia difícil
A voz motivadora após a queda
As confissões e segredos compartilhados
A alegria pela conquista 'alheia'
O carro emprestado para aprender a dirigir :)
As broncas em forma de cuidado
O - eu te amo - sincero e sem constrangimento
Os risos 'bobos' despertando a essência juvenil

Ah! - Eu não acho que seja o cão o melhor amigo do homem, tenho verdadeiros amigos!

Àqueles para se 'guardar no lado esquerdo do peito', que são 'amigos de fé' e 'amigos para siempre', fica aqui a homenagem do Tocou para esse sentimento que 'é tão lindo...'

16/07/2009

Pedaços...


O Blog Tocou sempre registra aqui uma mistura cultural entre literatura, música e reflexões. Estava fazendo falta ainda as artes visuais e hoje começamos aqui a misturar esses pedaços, então busquei fotografias que expressem a linguagem dos versos de alguns dos poetas que mais gosto e suas frases tocantes.
Espero que sejam tocados por esses pedaços culturais e registrem aqui o seu toque reflexivo.

Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic

15/07/2009

O dia D..eles!



No dia 08 de março comemoramos o dia internacional da mulher, as ruas ficam mais floridas, gentilezas são distribuídas para valorizar aquelas que desde 'que mundo é mundo'lutam por seus direitos nas sociedades, que privilegiam ao sexo masculino.
Não sou feminista, mas gosto de brigar por igualdade e assim naturalmente o sexo feminino necessita de maior apoio pra conquistar seu espaço e quebrar velhos preconceitos masculinos, porém, esta semana fiquei surpresa ao encontrar entre as desconhecidas comemorações do nosso calendário - o dia do homem no Brasil, hoje - 15 de julho!
O blog Tocou vem então prestar a inusitada homenagem àqueles do sexo... forte?!
Um toque de reflexão...

A data surgiu de uma proposta do ex-presidente russo Mikchail Gorbachev e foi apoiada pela Organização das Nações Unidas (ONU). A idéia era que o dia fosse festejado internacionalmente no primeiro sábado de novembro, mas cada país acabou escolhendo uma data.
Se costumam chamar as mulheres de sexo frágil, logo o masculino seria o sexto forte?! Huuum, há controvérsias não é?!Muitos já disseram sobre isso, vejamos alguns pontos:

Quando estão doentes, fazem logo o charminho de meninos que não cresceram a pedir colo/cuidado.
Homens com 'dor de cotovelo' costumam demorar a cicatrizar ou morrem de medo de levar um fora, muitas vezes preferindo abafar uma expectativa a se declararem e levarem um não.
Muitos se emocionam profundamente quando seu time perde/ganha um campeonato!

Brincadeiras sinceras à parte, faço aqui a homenagem aos bons exemplos da espécie masculina, àqueles que não ficaram presos no tempo e hoje aprendem a lidar com uma maior igualdade entre os sexos, inclusive desconstruindo também os antigos 'pré-conceitos' e estereótipos de sua masculinidade.

Um salve aqueles que;
Se preocupam com o sustento familiar
Tanto se dedicam em conquistar um diferencial profissional
São camaradas e fieis amigos
Compartilham as tarefas domésticas
Tornam-se mais frágeis diante do amor
Chutam o balde do tabu e expressam seu sentimentos
Respeitam e enxergam a igualdade entre os sexos
Assistam agora a abertura de um programa de que eu gostei muito, e toca nessa diversidade de sensações entre os universos masculinos e femininos:
Sexo Frágil

E viva a igualdade! Estamos quites no calendário!
Então me diz... qual seu toque sobre o dia Deles?!
Fico por aqui, os toques agora pertencem a vocês e ainda essa semana, novas postagens.

13/07/2009

O que toca a semana?!




O que começou de uma curiosidade agora torna-se uma coluna aqui no Tocou! As vezes nos surpreendemos com comemorações inusitadas ou fatos históricos e culturais que ocorrem no nosso dia a dia,alguns parecem bobos, outros são criados com intuito comercial, alguns dias tornam-se importantes por consequência de um acontecimento histórico e com intuito de homenagear grupos sociais ou pessoas que deixaram sua marca na sociedade.

Com o toque informativo, cultural e até por curiosidade, nosso blog tocará nas datas especiais da semana, das mais conhecidas às mais inusitadas!

Toda segunda feira: um toque a mais de informação!
Confira agora a semana de 13 a 19/07.

13/07 - Hoje comemoramos o dia mundial do Rock!Você gosta desse ritmo? Tão diversificado e muito discutido, é uma das maiores preferências de gosto musical, principalmente entre os mais jovens. Veja que bacana essa matéria na Superinteressante sobre a origem dos 'nomes do rock'!
13/07 Também é o dia do cantor sabia? Quem não tem um amigo cantor?! Até aquele dos churrascos ou de chuveiro... risos, bom motivo pra tocar o telefone!
Image and video hosting by TinyPic

14/07 - Dia da liberdade! A data é uma homenagem à Queda da Bastilha, que marcou o início da Revolução Francesa, em 1789. A Bastilha era uma prisão para políticos, nobres, letrados e para todos aqueles que se opunham ao governo ou à religião oficial.(vale um toque de reflexão)

15/07 - Sabia que os homens também têm um dia comemorativo no calendário?! Sim, 15 de julho é o dia internacional do homem! Nunca ouvi falar disso, e você?! Os machistas já podem saber que estão igualados com o direito do 8 de março não é? Aguardem um post tocando mais reflexões nesse dia! :)
Image and video hosting by TinyPic

16/07 - Eles querem vender, mas também têm o seu dia! Dia do comerciante. Também é o dia do submarinísta. (nunca tinha pensado nesse profissional, risos)

18/07 - Dia nacional do trovador - sabe o que é uma trova?! Como amo literatura, procurarei uma tocante para publicar nesse dia, confiram!

19/07 - 'O país do futebol' não deixaria esse gosto popular sem data comemorativa não é?! Dia nacional do futebol!
Image and video hosting by TinyPic

Por hoje é só, aguardem mais toques para a próxima semana... Acho que dia 20 de julho vocês sabem o que comemoramos né?! Haverá um post especial sobre o dia dos amigos!

Então me diz... gostaram do toque de curiosidade?! Beijos!

12/07/2009

Mania de explicação

Photo: Arquivo pessoal.

Há dias em que nos faltam as palavras, caminhando por esses dias e recordando amigos que certas vezes disseram que me explico demais, passo a vez às palavras da Adriana Falcão e espero que cada leitor toque por aqui com as suas sensações! Tenham uma ótima semana! ;)


Mania de Explicação

Era uma vez uma menina que gostava de inventar uma explicação para cada coisa.

Ela achava o mundo do lado de fora um pouquinho complicado. “Se cada um simplificasse as coisas, o mundo podia ser mais fácil” ela pensava. Então tentava simplificar o mundo dentro da sua cabeça.

Existem vários jeitos de entender o mundo. Ela tentava explicar de um jeito que ele ficasse mais bonito.

“Essa menina pensa que é filósofa” as pessoas falavam.

FILÓSOFO é quem, em vez de ver televisão, prefere ficar pensando pensamentos.

De tanto que a menina explicava, as pessoas às vezes se irritavam (IRRITAÇÃO é um alarme de carro que dispara bem no meio do seu peito) e terminavam indo embora, deixando a menina lá, explicando, sozinha.

SOLIDÃO é uma ilha com saudade de barco. SAUDADE é quando o momento tenta fugir da lembrança pra acontecer de novo e não consegue. LEMBRANÇA é quando, mesmo sem autorização, o seu pensamento reapresenta um capítulo. AUTORIZAÇÃO é quando a coisa é tão importante que só dizer “eu deixo” é pouco. ANGÚSTIA é um nó muito apertado bem no meio do seu sossego. PREOCUPAÇÃO é uma cola que não deixa o que não aconteceu ainda sair do seu pensamento. AINDA é quando a vontade está no meio do caminho. CISMAR é quando o desejo quer aquilo apensar de tudo. DIFICULDADE é a parte que vem antes do sucesso. SUCESSO é quando você faz o que sabe fazer, só que todo mundo percebe. INDECISÃO é quando você sabe muito bem o que quer, mas acha que devia querer outra coisa. CERTEZA é quando a idéia cansa de procurar e pára. INTUIÇÃO é quando o seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido. ANSIEDADE é quando faltam cinco minutos sempre para o que quer que seja. SENTIMENTO é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado. RAIVA é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes. TRISTEZA é uma mão gigante que aperta o seu coração. ALEGRIA é um bloco de carnaval que não liga se não é fevereiro. AMIZADE é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros. DESCULPA é uma frase que pretende ser um beijo. BEIJO é um carimbo que serve pra mostrar que a gente gosta daquilo. GOSTAR é quando acontece uma festa de aniversário no seu peito.

AMOR é um gostar que não diminui de um aniversário pro outro…Não. Amor é um exagero..Também não. É um desadoro. Uma batelada? Um enxame, um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?

Talvez porque não tivesse sentido, talvez porque não houvesse explicação, esse negócio de amor ela não sabia explicar, a menina.

(Adriana Falcão, 1960)

09/07/2009

Porque 'a vida só se dá pra quem se deu...'

FOTOGRAFIA: 'Mokumbura' Flickr

09/07/09

As noites de lua cheia, por coincidência ou influência, ocorrem nos meus dias mais inquietos... Embalada nessas sensações recordava como um eco pedaços dos versos de Vinícius de Moraes..."de noite ardo/ _Meu tempo é quando!/de noite ardo/_Meu tempo é quando!/"
[retalhos de Poética, veja ao final texto completo declamado]

Nesses últimos dias em que os meios de comunicação revivem e homenageiam a vida e obra do Rei do pop, (quem é rei nunca perde a majestade) pensei em quando o homem se torna 'imortal'... ao semear em vida obras, pensamentos, exemplos, ideais e lutas - que falam ao amanhã independente de sua presença.

Seria apenas esse palco de um novo diálogo aqui, até que ao procurar por ócio e curiosidade algum significado para a data de hoje,(09 de julho) descubro um elo em meus pensamentos!

Há 29 anos Vinícius de Moraes nos deixava! E como companhia... Suas obras - Este poeta, dramaturgo, jornalista, diplomata e compositor dispensa apresentações e em uma de suas composições em parceria com o Toquinho, dizia: "A vida só se dá pra quem se deu..." Sabedoria esta, que nos proporciona ainda a reflexão 'temporal' do que deixamos como rastros nessa vida.
Para o que colhemos diariamente, quando nos propomos a arriscar e construir nosso espaço, ou ao pedaço imortal ainda que nas recordações daqueles que nos tiveram como companhia, caberá os frutos que plantamos hoje.

Nos elos tocados por estes pensamentos, registro então a homenagem ao "Poetinha",(como era conhecido) que em vida deixou as pegadas de sua paixão nas obras que produziu, e também um toque de reflexão: "O que damos a vida hoje?" e... 'o seu tempo, é quando'?!

Fico por aqui, agora aprecie lindos registros de homenagem ao Vinícius e caso conheça pouco dele, seja tocado, busque as obras daquele que unia poesia e música!

Poética - declamado por Ricardo Blat no filme/documentário "Vinícius" (se não viu, não perca!)


A música que deu o título a este texto, "Como dizia o poeta", na interpretação de Bethânia
A VIDA SÓ SE DÁ PRA QUEM SE DEU...

06/07/2009

Como bala 'puxa' no céu da boca!



No último diálogo, citei um evento literário riquíssimo e variado, a FLIP, além do encanto por essa festa, tive o desejo de compartilhar essa informação para os que poderiam comparecer ou ainda, na dica das mesas literárias ao vivo pela internet, as quais me enriqueceram bastante, mesmo a distância... ouvir jovens e grandes escritores lendo seus livros e discutindo sobre o processo de criação foi melhor que comer brigadeiro de colher assistindo o filme preferido numa tarde chuvosa! ;)

Todo esse período literário acabou me deixando ainda mais envolvida em leituras e desejos por rabiscar minhas palavras... E é nesse contexto que pensei num diálogo para hoje! Vamos 'tocar' nas palavras escritas?!

Nesse novo espaço interativo que é a "Blogosfera", há o pressuposto de encontrarmos em comum o gosto por escrever nossas ideias, quaisquer que sejam os temas...
Quem visita o Tocou, já deve ter percebido um traço literário mais constante na temática, apesar de 'tocar' num leque mais amplo sobre tudo aquilo que nos derperta uma atenção ao sensível, como reflexões, música e as artes em geral - involuntariamente a Literatura conquista um espaço especial por aqui.

Então, nestes dias em que a Literatura gruda em meus pensamentos como bala 'puxa' no céu da boca...

Trago convites para que os livros das prateleiras recebam os toques da sua mão, peça emprestado as revistas em quadrinho do irmão mais novo, ou aquelas que você esquecia no quartinho dos fundos, escreva a cada dia alguns minutos de uma história do pequeno infante chamado 'você', mande uma carta para um amor (ainda que futuro), escreva aquela piada que só você riria no final, conheça autores que você só ouvia falar e não se tornava íntimo de pensamentos tão próximos ou distintos ao seus...

Quando menina eu amava as revistas em quadrinhos e as fábulas dos 'felizes para sempre', hoje sei que coube aquelas leituras o meu prazer de ler e dialogar, a vontade de trocar ideias e depois, o desejo em escrever... acredito que um escritor nada mais é do que um leitor esfomeado... Quem escreve quer lê intensamente.

Deixo agora um trecho de um livro da Clarice Lispector que 'toca' nesse contexto e um poema meu rabiscado, sobre quando escrevo.

Todo mundo que aprendeu a ler e escrever tem uma certa vontade de escrever. É legítimo: todo o ser tem algo a dizer. Mas é preciso mais do que a vontade para escrever. Ângela diz, como milhares de pessoas dizem (e com razão): "minha vida é um verdadeiro romance, se eu escrevesse contando ninguém acreditaria". E é verdade. A vida de cada pessoa é passível de um aprofundamento doloroso e a vida de cada pessoa é "inacreditável". O que devem fazer essas pessoas? O que Ângela faz: escrever sem nenhum compromisso. Às vezes uma só linha basta para salvar o próprio coração.

em "Um Sopro de Vida"
Clarice Lispector

Apenas Rabisco

Não quero ser poeta, apenas amante
Não conto sílabas, não faço métricas
Não enriqueço frases com palavras distantes

Meu texto não será maior que os sentimentos
Meu ritmo não obrigará o amor á dor
Figuro apenas nas palavras meus pensamentos

Tenho um eu lírico egoísta e confesso
São as minhas alegrias, dores ou desejos
Faço num desabafo e nada peço

Quando escrevo... sou eu na lua!
Prefiro a noite, o lápis e o papel
Cubro-me com palavras e deixo a alma nua

Cada palavra é uma intenção
Figurada, subentendida ou declarada
Ditas só para mim, ou a outro coração

Raiana Reis


E você?!Me conta! Como a litetura te toca?!
Agora volto às leituras, ótima semana a todos! ;)

02/07/2009

Uma mistura tocante!





Imagina passar cinco dias envolvido de pura arte?!
Pra quem ama literatura como eu, um sonho!
Mas é a deliciosa realidade que está acontecendo mais uma vez em Paraty/RJ.

De 01 a 05 de julho acontece mais um evento da FLIP - Festa Literária Internacional de Paraty - que é realizada desde 2003, reunindo no cenário da bela cidade paradisíaca um mundo literário, mais que isso... uma mistura 'tocante' de várias expressões artísticas, embora a literatura seja a estrela principal.

[foto: Sergio Fonseca]
Escritores, dramaturgos, roteiristas, quadrinhistas e compositores reconhecidos de todo o mundo levam suas obras e ideias para um verdadeiro 'deguste cultural' e na expressão de suas obras todo o ambiente do evento é envolvido também com outras artes, as fotografias e pinturas representando o universo dos autores, além da boa música dos shows de abertura é o cenário dessa festa inspirada na palavra escrita.
Mesas literárias, oficinas interativas para crianças e feiras de livros são os palcos dessa festa das letras.

[foto: Sergio Fonseca]
A cada ano a FLIP homenageia um expoente das letras brasileiras, esse espaço já fez honras aos ilustres Vinicius de Moaraes, Guimarães Rosa, Clarice Lispector, Jorge Amado, Nelson Rodriguese Machado de Assis. Este ano prestigia ninguém menos que "o senhor das Parságadas" - Manuel Bandeira.
Amo a maestria do Bandeira e não prolongarei a admiração da obra por querer futuramente dedicar uma matéria especialmente a ele, mas indico a todos que busquem o material riquíssimo do autor e também os materiais apresentados no site da FLIP, sejam tocados pela literatura!


[foto: Sergio Fonseca]
Ah, para os que assim como eu ficarão impossibilitados de participar desse cantinho literário, podem assistir ao vivo as mesas literárias através do site! ;)

Fico por aqui, vou me embora pra Pársagada!

29/06/2009

E o tempo voa!




Nossa... o tempo voa!

Essa frase é costumeira num cotidiano cada vez mais atarefado não é?!
Logo depois da virada do ano, compromissos a mil e os dias parecem ficar mais curtos!
Eu mesma adoraria que o dia tivesse um mínimo de 30hs... e provavelmente desejaria mais 6, se assim fosse.
Priorizar o tempo, essa é a solução que precisamos encontrar pra esticar o dia e ao deitar sentir que fizemos tudo a seu tempo. A fórmula está aí, difícil é por em prática na maioria das vezes!

>> Nesse ritmo de um ano que já está passando da metade... o Tocou sentiu também o tempo voar!
Voou tanto que de repente completa o seu primeiro mês de existência e com tantos acessos, mais de 1.300! Que surpresa tocante!
Em comemoração, visual novo!

Agradeço especialmente a todos aqueles que gostam de sempre interagir por aqui, como Mau, Renato, Marton, Flah, Wanessa, Cac,Marciano e outros tantos, que sempre passam ao perceberem as atualizações...

Comecei esse blog no intuito de criar um registro dessas coisas tocantes e principalmente - para interação - curto muito o diálogo e vocês tornam isso possível aqui.
Espero que o blog siga 'tocando' a vocês, falando dessa variedade de coisas que estão presentes no nosso cotidiano, cultura em geral será algo bastante frequente... mas tudo que toca...
Será tocado!
;) Viu? não faltam significados usuais para esse verbo! (+ de 56!)
Salve a língua portuguesa e o seu uso popular!

Ah... e por falar em interação...
Participei de uma seleção para colunista do ZabaZuba, fiquei entre os finalistas, mas não foi dessa vez... Foi merecido o texto/colunista vencedor e indico o site para leitura!
Dias seguem e o Zaba publicou ontem uma entrevista comigo, ideia bem criativa , nessa coluna eles entrevistam os leitores através de um formulário. Então, já que falava sobre tempo... veja esses meus "15 segundos de fama" e comenta por lá?! ;) Confesso que adorei a oportunidade, as perguntas são bem criativas, sou leitora do Zaba e eles estão de parabéns!!

E para trilha sonora desse diálogo sobre o tempo, uma bela composição de Renato Russo, Tempo perdido. Aproveitei pra escolher um vídeo que mostra bem como o tempo voa, observe as mudanças, desde a apresentadora do Fantástico, ás roupas usadas e até o formato do clipe!


Ótima semana, fico por aqui.

26/06/2009

Uma estrela que se apaga...

ou agora que vira estrela?!

Todos agora falam da morte de Michael Jackson, sua vida, seu talento, seus encândalos, sua música.
A música pop encontrou um marco a partir do Jackson, isso é inquestionável.
Seu comportamento... muitos questionam, um homem de bom coração ou um pedófilo? Julgamentos? De certo esses coube a justiça e ao Divino!

>> Um Peter Pan na Terra do Nunca, um menino que não teve infância, uma pessoa que cresce debaixo do estrelismo - polêmicas dificilmente não nasceriam.

Nunca fui fã de carteirinha, mas como amo música, principalmente das que sabem fazer um ótimo conjunto de letra e melodia, que tocam ao coração... registro aqui um pedaço da obra daquele que fez história, com uma música de linda melodia.

Michael, como não deixou de ser (menino) e como não poderia deixar continuar.(negro)
Ele e sua composição, seu momento mais bonito, antes de... 'se perder'.
Agora o Peter pan torna-se estrela, e seu brilho continua.



25/06/2009

Uma... identidade de momento?!




Reflexões que tocam o pensamento...

Vc já pensou algum dia nas nossas particularidades que acabam pertencendo a outrem ou até uma característica sua que existiu apenas num momento? ...

Percebi o quanto somos parte do que o convívio e a situação nos permitem por um breve momento...

Acho possível que tenhamos identidade própria pra determinados momentos e talvez eles possam não ser cotidianos ou repetitivos.

Vejamos...

Será que seu jeito de rir, gritar, brincar, chorar, sonhar, buscar… Ás vezes não é próprio e exclusivo para cada momento ou companhia? Será que esses momentos e essas pessoas não acabam sendo ‘proprietários’ de uma parte sua que talvez nunca vá acontecer da mesma forma?
Aquele jeito que fazia carinho no rosto do seu ex-namorado é um jeito seu que irá se repetir como o próximo... ou um jeito seu que existiu apenas com aquela pessoa?!

Desse jeito, percebi que cada pessoa na sua vida pode carregar com ela uma parte sua que ninguém mais verá com total igualdade… Ela pode ter passado por sua vida, mas levou também algo que foi vc naquele momento! Claro, a essência pode até ser semelhante, o que seria a sua identidade “padrão” [isso é possível?] risos*

Bom, se acreditamos que aprendemos tudo com o tempo, significa que as pessoas que convivemos e os momentos que vivemos nos mudam…e isso é ótimo!Mas a questão aqui é… não há partes que ficam presas nos momentos vividos?

A sua determinação para conquistar aquela promoção na empresa é tua forma cotidiana de busca ou aquele jeito tinha sua identidade naquela fase e para aquele fim?!
Acredito que estou sempre em mutação… Aprendendo sempre, (assim espero) mas ás vezes desaprendendo também, porque não seria possível?! Não é desses momentos que ás vezes chamamos de erro?! Mas será que aquele ditado de que persistir num mesmo erro é burrice… está certo ou isso não é um direito de escolha sua? Eu já quis arriscar em algo que ‘errei’ antes... vc não?!

Será que não é possível nos sentirmos mais fortes em uma situação aos 15 anos e talvez sentir dificuldade ao vivenciá-la anos depois?
Sim, acho que somos relativos nas fases que passamos e nas motivações que buscamos a cada momento.

Um pôr do sol nunca será igual ao outro… E assim seguimos desConstruindo conceitos dos caminhos na vida… :)

Então me diz... o que isso te toca?!
(fundo musical... "O tempo se vai e não volta... e o coração que vai sarar, e voltar a quebrar-se... Ninguém nasce sabendo que morrer também é lei de vida") Quer ouvir? Aqui!

Beijos, fico por aqui.

23/06/2009

Mas tá é danado de bom!



>Ô persoá!
-Oi!
>Viva São João! VIVA!


Já chegou 'meu fio'! ;)
Pois é, nordestina que se preze não pode deixar de falar dessa festa tão esperada... e não só pra fazer ligação com o período junino não, mas pra mim forró não é só música ou brincar de quadrilha, é estado de espírito!
E sendo assim vim mostrar que esse período junino TOCA, ao coração, a sanfona, o corpo que começa no balanço e já não quer mais parar...


Uma verdadeira alegria contagia nessa época tão colorida, crianças com trajes de quadrilha, diversos pratos feitos de milho, fogueira na porta, família reunida na casa da vó... e o melhor de tudo, ir pra festa dançar forró!

Pra mim é um estado de espírito, pois não sei se a explicação deve-se ao gosto tão típico do meu estado, até  nomeando-se como 'país do forró', mas quando começamos a ouvir o barulho da sanfona ainda em maio, (e o ano todo em alguns bares) todo o brilho dos fogos é também encontrado nos olhos daqueles que ao ouvirem a melodia da sanfona, com o batido da zabumba e o toque do triângulo, não conseguem ficar parados! O sorriso é compartilhado entre os amigos e toda a animação toma conta pela noite afora, o mês inteiro!
Sim, pela descrição já 'se apercebe' que falo com conhecimento de causa não é?! risos... não foi à toa que até resolvi ilustrar hoje com uma foto minha (a da esquerda) e as amigas em uma dessas noites de São João!

Hoje ainda é véspera, mas assim como no natal, é como comemoramos o São João, logo mais estarei no meio de tudo que descrevi acima e espero que São Pedro segure as nuvens, pois esta forrozeira que já dançou muito debaixo de chuva, ainda tá gripada, mas com saudade de colocar o sorriso no rosto e dançar ao som desse ritmo que é danado de bom! ;)


Desejo que todas as cores, gostos e alegria dessa festa possam tocar por aí no cantinho de vocês!
E você, gosta de festa junina e de dançar forró?!

O mestre!

A nova geração do forró


Tenham um ótimo São João, fico por aqui, me preparando pro forró! ;)